Acesse nosssa Rádio Web

Disfunção Erétil

Há dois tipos de disfunção erétil: a de origem psicológica ou emocional e a de origem física ou orgânica. Cada uma delas tem causas distintas:

A disfunção erétil psicológica ou emocional é provocada por situações que geram estresse, depressão, ansiedade, medo, raiva, preocupações exageradas. As emoções interferem de maneira direta no desempenho sexual de homens e mulheres. O sentimento de raiva após discussões sérias, por exemplo, pode resultar em afastamento do casal e na diminuição do desejo sexual para ambos.

Uma das causas mais frequentes da impotência psicológica é a chamada “ansiedade do desempenho”, ou seja, a excessiva preocupação masculina com o bom desempenho sexual, quase sempre desencadeada por episódios anteriores de falhas.

O estresse decorrente de problemas no trabalho, relacionamento conturbado com a companheira ou dificuldades financeiras também causa a disfunção erétil. A origem desse tipo de transtorno é a descarga excessiva do hormônio da tensão nervosa, a adrenalina, cuja ação vasoconstritora fecha as artérias do pênis, impedindo a retenção sanguínea necessária a uma ereção satisfatória.

A disfunção erétil física ou orgânica

A disfunção erétil física ou orgânica
O mecanismo de ereção depende de três condições:

1. uma boa produção hormonal;
2. que a inervação do pênis seja suficiente e saudável;
3. da existência de artérias e veias igualmente saudáveis.

Substâncias e doenças que afetem pelo menos um desses três requisitos podem levar às disfunções sexuais. Além disso, alguns medicamentos usados para tratar úlcera, gastrite, hipertensão, problemas cardíacos, depressão e hipertrofia da próstata costumam interferir na capacidade de ereção.

Doenças como diabetes e alcoolismo, entre outras, frequentemente provocam lesões na estrutura vascular do pênis e nos nervos que transmitem os estímulos para a ereção. Homens com problemas circulatórios, como infartos, hemorroidas, tromboses e varizes, também podem ter a circulação peniana comprometida.

Uma das causas mais frequentes da impotência de origem vascular é a chamada incompetência veno-oclusiva,que é a incapacidade de fechamento das veias, provocando deficiências na irrigação sanguínea e a conseqüente perda da ereção. Outras moléstias estruturais do pênis, como a Doença de Peyroni, caracterizada pela presença de fibroses que dificultam a ereção satisfatória.

Receba nossas Newsletters
Loading...Loading...
      Através do telefone
(51) 9 9914-0026
Nossas Mídias